Existem algumas situações em que a seguradora pode negar a indenização do seguro. Mas, será que ela pode recusar o seguro para carro antigo? Confira!

Ao optar por contratar o seguro de carro, o proprietário deseja proteger o bem e sabe que terá que pagar um valor determinado pela seguradora. Com isso em mente, acredita que se está disposto a desembolsar o valor cobrado pela empresa de seguro, nada impede da mesma aceitar o veículo.

Mas, a verdade não é bem essa. Afinal, existem diferentes motivos que podem fazer com que a seguradora recuse proteger determinado veículo. 

Entre eles, a seguradora pode recusar o seguro do carro quando a CNH estiver vencida, trata-se de um veículo de luxo, o carro está irregular e o veículo é antigo, já fora de linha. Entenda!

Imagem: Pixabay

É permitido recusar o carro no seguro só por que ele saiu de linha?

Sim, mas é importante que a seguradora informe o motivo da recusa. Então, no ato da simulação do seguro auto, o motorista já deve se atentar aos detalhes que mais interessam.

Por exemplo, se o veículo possui mais de 10 anos, poucas seguradoras aceitam protegê-lo. Vale saber que as empresas de seguro não são obrigadas a aceitar tal contratação.

Antes de determinar se vão ou não assumir o risco, ou seja, aceitar assegurar o carro, elas realizam uma série de análises. Os dados do veículo, bem como a vistoria do carro, são levados em consideração.

Mas, o condutor deve se atentar ao prazo estipulado por lei para que a seguradora faça essa avaliação. Este é estipulado por lei. Portanto, as seguradoras devem realizar os procedimentos de análise dentro de 15 dias.

Posso recorrer se a seguradora recusar proteger o meu veículo?

Existem sim situações em que o motorista pode recorrer se a seguradora se negar a proteger o bem. Porém, é preciso ter em mente que as empresas não são obrigadas a oferecer os seus serviços.

O mais indicado é procurar por uma empresa que aceite fazer o seguro auto para carros antigos e realizar uma cotação com ela. Saiba que a cotação do seguro é um procedimento necessário para a contratação do seguro de carros.

Nesta o condutor informa os dados pessoais, rotina e informações sobre o veículo e escolhe o plano. Somente após analisar essas informações e fazer a vistoria no veículo é que as empresas vão precificar o seguro.

Mas, isso não significa que a contratação será aceita. Por isso existe o prazo de 15 dias para a empresa informar se vai ou não proteger o bem. Lembre-se de que, em caso de recusa, a seguradora deve informar o motivo.

Para evitar perder tempo e aborrecimento, o ideal é se informar sobre essas eventualidades antes de fazer a cotação. Portanto, assim que falar com o corretor de seguros, mencione o ano de fabricação do carro.

Existem seguradoras que aceitam proteger carro antigo ou fora de linha?

Sim, mas são mais raras. Existem pessoas que colecionam carros antigos, ou seja, precisam de um seguro para carro de colecionadores. 

Além disso, muitas empresas de seguro auto já consideram os veículos com mais de 10 anos um risco que não querem assumir. Isso acontece, na maioria dos casos, pelo fato de que, ao ocorrer um sinistro, as seguradoras encontram dificuldades na substituição de peças. 

Isso gera, para as empresas de seguro de automóveis, uma enorme dor de cabeça e é por isso que não se torna vantajoso oferecer proteção para carros antigos. Assim sendo, muitas empresas optam por não fechar um contrato.

Então, o condutor deve procurar por empresas que aceitam o seguro auto para carros com mais de 10 anos. Além deste caso, outro que entra como motivo de recusa são os veículos que já saíram de linha.

Para os carros que não são mais fabricados, mesmo se não for antigo, as seguradoras acreditam que terão dificuldade em repor peças originais, em caso de um reparo. Portanto, optam por não assumir os riscos.

Existem também, como motivo de recusa, os veículos irregulares. Ou seja, quando o carro está com emplacamento atrasado ou possui multa, pode fazer com que a seguradora recuse o seguro para carros.

Além disso, veículos que não foram aprovados na vistoria não serão aceitos, na maioria das empresas. Assim também os carros que sofreram algum sinistro ou foram recuperados correm mais riscos de serem recusados em uma proposta do proprietário à seguradora.

E as situações não param por aí, além de as seguradoras recusarem o seguro auto para carros antigos, podem recusar também para veículo de leilão. Mas, isso não é uma regra, já que existem empresas que aceitam ambos os casos mencionados aqui.

A melhor forma de saber se a seguradora vai ou não recusar proteger o seu bem, é realizando uma cotação de seguro auto. No geral, a seguradora pode recusar o seguro para carro antigo.

Por: Andreia Silveira, editora no site SeguroAuto.org.



Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pela autora. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0

Autorizo divulgar minha mensagem juntamente com meus dados de identificação.
A divulgação será por tempo indeterminado, mas eu poderei solicitar a remoção no futuro.
Concordo com a Política de Privacidade e a Política de Tratamento de Dados do Jus.

Regras de uso