Instrumento de mandato de acordo com as mudanças trazidas pelo NCPC.

                                                   PROCURAÇÃO AD-JUDICIA ET EXTRA

OUTORGANTE: qualificação completa do cliente.

OUTORGADO: qualificação completa do advogado, em especial o endereço profissional. 

PODERES GERAIS: Por este instrumento particular de procuração, constituo o patrono acima qualificado e, concedendo-lhe, poderes para o foro em geral com as cláusulas AD JUDICIA ET EXTRA, podendo agir em qualquer juízo, instância ou Tribunal, inclusive junto às repartições públicas federais, estaduais e municipais, tendo poderes para propor contra quem de direito as ações competentes e defender o outorgante nas contrárias, seguindo-as até final decisão, interpondo os recursos legais.

PODERES ESPECÍFICOS: De igual modo, concedo ao advogado (a) constituído, poderes especiais para confessar, reconhecer a procedência do pedido, transigir, desistir, renunciar ao direito sobre o qual se funda a ação, receber, dar quitação, firmar compromisso e assinar declaração de hipossuficiência econômica, retirar autos de cartórios judiciais e de repartições públicas, inclusive substabelecer, no todo ou em parte, com ou sem reserva de iguais poderes, dando tudo por bom, firme e valioso, em conformidade com o art. 105 do NCPC/2015.

                                                                                                                    Porto Velho/RO, 23 de outubro de 2016.

                                                  ________________________________

                                                                      OUTORGANTE



Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelo autor. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0