Ir direto ao conteúdo

Redes Sociais do Jus Navigandi

  1. Danielle Borges
    18/06/2009 16:32

    Prezados,
    Peço, por favor, um auxílio. Trabalho numa empresa há três anos, o único afastamento superior a uma semana que tive foi após um acidente de moto onde me machuquei bastante, porém neste período eu estou tendo vários afastamentos pois estou em tratamento de depressão. O RH da empresa já possui uma declaração da minha psiquiatra informando que eu estou com a doença, mas minha chefe, que voltou de férias essa semana ainda não sabe desse meu quadro clínico e anda fazendo insinuações de que irá me demitir, diz que recebeu muitas reclamações a meu respeito em decorrência das minhas faltas, me sinto constrangida em contar que estou em depressão, poucos sabem desse meu quadro pois sinto vergonha e até mesmo medo do que as pessoas vão pensar a meu respeito, sem contar que os comentários que já ouvi nos corredores em decorrencia de uma colega estar afatada pelo mesmo motivo me levam a manter minha doença em segredo, pois não quero ficar ouvindo: "coitadinha" "isso não é doença, é frescura" "isso pra mim é desculpa de preguiçoso" essas coisas.
    Minha maior preocupação é, meu plano de saúde é pela empresa, se for mandada embora perco o direito de usá-lo e como consequencia não poderei dar continuidade ao meu tratamento com minha psiquiatra e terei que prosseguir pelo SUS.
    Por isso pergunto, o RH da minha empresa pode aceitar a solicitação de demissão da minha chefe mesmo eu estando em tratamento psiquiátrico para depressão?
    Caso eles me mandem embora durante o tratamento tenho algum direito?

    Agradeço muito se me responderem!
  2. Robson Clemente
    25/06/2009 16:40

    Boa Tarde!

    O fato de estar em tartamento de alguma patologia não implica em garantia de emprego, isso somente ocorreria se hoouvesse afastamento do trabalho por auxílio acidentário superior a 15 dias, tendo percebido o benefício do INSS o que geraria uma estabilidade de 12 meses após a alta médica. Se no ato de sua dispensa sua avaliação medica indicar sua aptidão para exercer a função a empresa pode dispensá-lo, caso o médico entenda que não está apto será encaminhado para avaliação de especialista que irá direcionar para tratamento e retorno ao trabalho e/ou possível afastamento, o que impediria sua dispensa.
    Abç,

    Robson
  3. jose flavio barbosa_1
    05/10/2012 19:16

    Ola infelizmente eu tambem estou na mesma situacao
    Tranalho numa emresa ha 12 anos e estou em auxilio
    Doenca ha 8 meses por depressao grave tenh
    Muito medo de ser demitido pois ainda estou em tratamento
    E nao tenho condicoes de voltar se conseguisse a
    Aposentadoria por invalidez seria um alivio.
    Mas tenha fe em deus você nao sera demitida
  4. Daiane Cristina
    Este usuário conecta-se ao Fórum usando uma conta do Facebook. Veja como fazer isso.
    20/05/2014 20:58 | editado

    Boa Noite
    Gostaria de saber se eu poderia ser demitida do meu trabalho fazendo tratamento psiquiatrico e psicologico.
    Pois fazendo esses tratamentos talvez não conseguirei arrumar outro emprego.
    Aguardo uma resposta.
  5. SkyEverest.
    20/05/2014 21:37

    Usuário suspenso

    " fazendo tratamento psiquiatrico e psicologico."

    Vc está fazendo ambos tratamentos??????


    A principio, sim, vc pode ser demitida. Mas, se o exame demissional verificar sua incapacidade para o trabalho, o processo rescisório será suspenso e vc encaminhada a perícia do INSS que poderá lhe conceder benefício, e quando lhe der alta seu processo rescisório retorna. O mesmo acontece se a perícia entender que vc não está inapta para o trabalho.

Participe do Fórum

Entre com seu cadastro do Jus Navigandi:

Esqueceu sua senha?

Não tem Facebook e quer participar do Fórum?

Faça perguntas, responda dúvidas e discuta assuntos jurídicos. É fácil e grátis!

JUS NAVIGANDI NAS REDES SOCIAIS