Entenda o que significa a expressão "união estável", qual a previsão legal e quais os requisitos para caracterizá-la.

A Constituição Federal prevê expressamente, em seu art. 226, §3º, que “para efeito da proteção do Estado, é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar sua conversão em casamento.”

         Com bem explicam Patrícia Donzele Cielo e Fernanda Netto Lorenzi,  a partir de tal previsão constitucional, a “união estável” passou a ser uma modalidade de entidade familiar, ganhando, portanto, novo status no nosso direito.

Mas o que é união estável?

As mencionadas estudiosas explicam que  união estável é “relação íntima e informal, pautada pelas bases do afeto mútuo, marcada pelo convívio duradouro, contínuo, com intuito de constituir família”.

A resposta, mais objetiva, está na Lei nº 9.278/96, que diz: ”É reconhecida como entidade familiar a convivência duradoura, pública e contínua, de um homem e uma mulher, estabelecida com o objetivo de constituição de família."

         Percebe-se, portanto, que a ideia principal da união estável é que o casal estabeleça uma convivência duradoura, pública e contínua, com o objetivo de constituir uma família.

         É comum imaginar que para se configurar “união estável” o casal esteja convivendo junto há, pelo menos, 5 anos. No entanto, tal requisito temporal não tem previsão legal. Dessa forma, independentemente do tempo de convivência, é possível que seja estabelecida uma relação de “união estável”.

Como fazer “declaração de união estável”?

Para formalizar a união estável, o casal pode fazer uma escritura pública, firmada em Cartório ou por meio de um contrato particular, que pode ser levado a registro no Cartório de Registro de Títulos e Documentos.


Texto elaborado por Bruna Ibiapina



Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelo autor. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

1

  • 0

    Aline Santanna

    Bom dia.
    Fiz a declaração de união estável a três anos. Depois de um mês o meu companheiro simplesmente sumiu. Hoje não tenho notícias alguma dele. Fazendo dois anos que estou me relacionando com uma outra pessoa. Mas infelizmente ele foi preso e eu preciso fazer outra declaração pra poder visita lo . Gostaria de saber se e necessário fazer o cancelamento da anterior ou eu fazendo uma nova anula ela ? Por favor me ajudem. Obrigada

Livraria