Ao navegar, você aceita que o Jus use cookies e parcerias para personalizar conteúdo e anúncios. Política de Privacidade

Símbolo do Jus.com.brJus.com.br

Artigo

Os atos sem testemunhas segundo Olavo de Carvalho.

3. CONCLUSÃO

Portanto, os atos sem testemunhas são guiados exclusivamente pela consciência do indivíduo, de modo que a justiça de suas ações está ligada a um de dois possíveis fatores pretéritos, que são: o recebimento no nascimento, por Deus, do dom da percepção espontânea e do julgamento certeiro de seus pecados; ou a sua educação em um ambiente moral propício ao autoexame, onde se desenvolve a excelência moral através do hábito.


4. REFERÊNCIAS

ARISTÓTELES. Ética a Nicômacos. Tradução de Mário da Gama Kury. 4. ed. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2001.

CARVALHO, Olavo de. O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota. 10. ed. Rio de Janeiro: Record, 2014.

DOSTOIÉVSKI, Fiódor. Memórias do subsolo. Tradução, Prefácio e Notas de Boris Schnaiderman. São Paulo: Ed. 34, 2000.

ROTTERDAM, Erasmo de. Elogio da loucura. Tradução de Elaine C. Sartorelli. São Paulo: Hedra, 2013.


Notas

[1] CARVALHO, Olavo de. O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota. 10. ed. Rio de Janeiro: Record, 2014, p. 41.

[2] CARVALHO, Olavo de. O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota. 10. ed. Rio de Janeiro: Record, 2014, p. 41.

[3] CARVALHO, Olavo de. O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota. 10. ed. Rio de Janeiro: Record, 2014, p. 41.

[4] CARVALHO, Olavo de. O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota. 10. ed. Rio de Janeiro: Record, 2014, p. 41.

[5] CARVALHO, Olavo de. O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota. 10. ed. Rio de Janeiro: Record, 2014, p. 41.

[6] DOSTOIÉVSKI, Fiódor. Memórias do subsolo. Tradução, Prefácio e Notas de Boris Schnaiderman. São Paulo: Ed. 34, 2000.

[7] DOSTOIÉVSKI, Fiódor. Memórias do subsolo. Tradução, Prefácio e Notas de Boris Schnaiderman. São Paulo: Ed. 34, 2000, p. 16.

[8] DOSTOIÉVSKI, Fiódor. Memórias do subsolo. Tradução, Prefácio e Notas de Boris Schnaiderman. São Paulo: Ed. 34, 2000, p. 16.

[9] DOSTOIÉVSKI, Fiódor. Memórias do subsolo. Tradução, Prefácio e Notas de Boris Schnaiderman. São Paulo: Ed. 34, 2000, p. 17.

[10] DOSTOIÉVSKI, Fiódor. Memórias do subsolo. Tradução, Prefácio e Notas de Boris Schnaiderman. São Paulo: Ed. 34, 2000, p. 18.

[11] DOSTOIÉVSKI, Fiódor. Memórias do subsolo. Tradução, Prefácio e Notas de Boris Schnaiderman. São Paulo: Ed. 34, 2000, p. 23.

[12] DOSTOIÉVSKI, Fiódor. Memórias do subsolo. Tradução, Prefácio e Notas de Boris Schnaiderman. São Paulo: Ed. 34, 2000, p. 23-4.

[13] ROTTERDAM, Erasmo de. Elogio da loucura. Tradução de Elaine C. Sartorelli. São Paulo: Hedra, 2013.

[14] ROTTERDAM, Erasmo de. Elogio da loucura. Tradução de Elaine C. Sartorelli. São Paulo: Hedra, 2013, p. 49.

[15] ROTTERDAM, Erasmo de. Elogio da loucura. Tradução de Elaine C. Sartorelli. São Paulo: Hedra, 2013, p. 117.

[16] ROTTERDAM, Erasmo de. Elogio da loucura. Tradução de Elaine C. Sartorelli. São Paulo: Hedra, 2013, p. 117.

[17] ROTTERDAM, Erasmo de. Elogio da loucura. Tradução de Elaine C. Sartorelli. São Paulo: Hedra, 2013, p. 120.

[18] ROTTERDAM, Erasmo de. Elogio da loucura. Tradução de Elaine C. Sartorelli. São Paulo: Hedra, 2013, p. 86.

[19] ROTTERDAM, Erasmo de. Elogio da loucura. Tradução de Elaine C. Sartorelli. São Paulo: Hedra, 2013, p. 121.

[20] ROTTERDAM, Erasmo de. Elogio da loucura. Tradução de Elaine C. Sartorelli. São Paulo: Hedra, 2013, p. 125.

[21] ROTTERDAM, Erasmo de. Elogio da loucura. Tradução de Elaine C. Sartorelli. São Paulo: Hedra, 2013, p. 126.

[22] ROTTERDAM, Erasmo de. Elogio da loucura. Tradução de Elaine C. Sartorelli. São Paulo: Hedra, 2013, p. 116.

[23] CARVALHO, Olavo de. O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota. 10. ed. Rio de Janeiro: Record, 2014, p. 42.

[24] CARVALHO, Olavo de. O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota. 10. ed. Rio de Janeiro: Record, 2014, p. 42.

[25] ARISTÓTELES. Ética a Nicômacos. Tradução de Mário da Gama Kury. 4. ed. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2001.

[26] ARISTÓTELES. Ética a Nicômacos. Tradução de Mário da Gama Kury. 4. ed. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2001, p. 35.

[27] ARISTÓTELES. Ética a Nicômacos. Tradução de Mário da Gama Kury. 4. ed. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2001, p. 35.

[28] ARISTÓTELES. Ética a Nicômacos. Tradução de Mário da Gama Kury. 4. ed. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2001, p. 35.

[29] ARISTÓTELES. Ética a Nicômacos. Tradução de Mário da Gama Kury. 4. ed. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2001, p. 35.

[30] ARISTÓTELES. Ética a Nicômacos. Tradução de Mário da Gama Kury. 4. ed. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2001, p. 36.

[31] CARVALHO, Olavo de. O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota. 10. ed. Rio de Janeiro: Record, 2014, p. 42.

[32] CARVALHO, Olavo de. O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota. 10. ed. Rio de Janeiro: Record, 2014, p. 42.

[33] CARVALHO, Olavo de. O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota. 10. ed. Rio de Janeiro: Record, 2014, p. 42.

[34] CARVALHO, Olavo de. O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota. 10. ed. Rio de Janeiro: Record, 2014, p. 43.

[35] CARVALHO, Olavo de. O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota. 10. ed. Rio de Janeiro: Record, 2014, p. 42.

[36] ARISTÓTELES. Ética a Nicômacos. Tradução de Mário da Gama Kury. 4. ed. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2001, p. 36.

Página 2 de 2
Assuntos relacionados
Sobre o autor
Alexandre Castro

Possui graduação em Direito - Faculdades Integradas de Vitória (2010). Atualmente é mestrando pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo em Direito Civil Comparado (bolsista pelo CNPq).

Como citar este texto (NBR 6023:2018 ABNT)

CASTRO, Alexandre. Os atos sem testemunhas segundo Olavo de Carvalho.: Breve análise da consciência humana sob a ótica dos livros: Memórias do subsolo, Elogio da loucura e Ética a Nicômaco. Revista Jus Navigandi, ISSN 1518-4862, Teresina, ano 23, n. 5326, 30 jan. 2018. Disponível em: https://jus.com.br/artigos/44944/os-atos-sem-testemunhas-segundo-olavo-de-carvalho. Acesso em: 16 mai. 2022.

Publique seus artigos
Compartilhe conhecimento e ganhe reconhecimento. É fácil e rápido!