Capa da publicação Desafios do advogado nas resoluções alternativas de conflitos
Artigo Destaque dos editores

Os desafios do advogado diante das resoluções alternativas de conflitos

Exibindo página 2 de 2
Leia nesta página:

CONSIDERAÇÕES FINAIS

 Através das pesquisas e estudos realizados, constatou-se a necessidade de mudança de paradigmas nas soluções dos conflitos, especialmente em decorrência do CPC/15 que estimula as soluções consensuais dos conflitos, tanto na fase processual com a implementação dos CEJUS e o incentivo à celebração de um acordo, quanto na fase pré-processual através do desencorajamento da cultura do litígio.

Constatou-se, ainda, que as formas alternativas de resolução de conflitos vão ao encontro das necessidades da sociedade moderna, que busca um Poder Judiciário mais célere e eficaz, capaz de resolver o conflito por completo. Visto a dificuldade de alcançar tais expectativas no sistema ganha-perde, a autocomposição surge como alternativa para a pacificação do conflito.

Nessa conjuntura, conclui-se que o advogado assume um novo papel: o de pacificador do conflito. Ele deve ser um facilitador de diálogo entre as partes, deve estimular a negociação a fim de que seja realizado um acordo satisfatório para ambas as partes. Essa nova forma de atuação não será alcançada de imediato, será de forma gradual à medida que a cultura do litígio também perde espaço na sociedade.


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BRASIL. Código de Processo Civil de 2015. Brasília (DF): Senado Federal, 2016.

BRASIL. Lei nº 13.140, de 26 de junho de 2015. Brasília (DF): Senado Federal, 2016.

CAVALHEIRO, Rubia A. A.Mediação, arbitragem e práticas restaurativas como forma de solução aos litígios extrajudiciais. Disponível em: <http://fames.edu.br/jornada-de-direito/anais/9a-jornada-de-pesquisa-e-8a-jornada-em-extensao-do-curso-de-direito/artigos/meios-alternativos-de-resolucao-dos-conflitos-mediacao-arbitragem-e-praticas-restaurativas/e3-04.pdf>. Acesso em: 18 Jul, 2017.

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA. Justiça em números 2017: ano-base 2016. Brasília (DF): CNJ, 2017. Disponível em: <http://www.cnj.jus.br/files/conteudo/arquivo/2017/11/100d387b0339d6d8544a29e30a3b2150.pdf>. Acesso em: 14 Nov, 2017.

LEITE, Eunice. A atividade advocatícia na Justiça Conciliativa.Revista Científica Virtual da Escola Superior de Advocacia da OAB-SP Nº 13. São Paulo (SP): OAB/SP, 2013.

LUCENA FILHO, Humberto Lima de. A cultura da litigância e o poder judiciário: noções sobre as práticas demandistas a partir da justiça brasileira. Disponível em: < http://www.publicadireito.com.br/artigos/?cod=84117275be999ff5>. Acesso em: 19 Out, 2016.

NEVES, Daniel Amorim Assumpção. Manual de direito processual civil. Volume único. 8. ed. Salvador (BA): Ed. JusPodivm, 2016.

NUNES, Antonio Carlos Ozório. Manual de mediação: guia prático para conciliadores. São Paulo (SP): Editora Revista dos Tribunais, 2016.

RIBEIRO, Regina A.S.F. O Advogado na Conciliação e na Mediação. Revista Científica Virtual da Escola Superior de Advocacia da OAB-SP Nº 13. São Paulo (SP): OAB/SP, 2013.

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE MINAS GERAIS. Relatório de Movimentação Processual - Ano 2015. Disponível em: <http://www.tjmg.jus.br/data/files/A8/14/B0/62/738E3510589F1D35DD4E08A8/Relat_rio%20Anual%20-%20Jan%20a%20Dez%20de%202015-05.pdf>. Acesso em: 25 Out, 2016.

ZUCCHI, Maria Cristina. Breves comentários sobre os meios alternativos de solução de conflitos e as dificuldades de sua inserção na cultura litigiosa, inclusive a brasileira. Revista Científica Virtual da Escola Superior de Advocacia da OAB-SP Nº 13. São Paulo (SP): OAB/SP, 2013.

Assuntos relacionados
Sobre os autores
Camila Damasceno Jaques

Graduada em Direito pela Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes). Pós-graduanda em Direito do Trabalho e Processual do Trabalho.

Letícia Pereira Silva

Acadêmica do 10º período do Curso de Direito da Universidade Estadual de Montes Claros.

Dyhego Fernandes Vieira

Acadêmico do 10º período do Curso de Direito da Universidade Estadual de Montes Claros.

Cynara Silde Mesquita Veloso

Professora da Unimontes. Mestre em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e Doutora pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas)

Como citar este texto (NBR 6023:2018 ABNT)

JAQUES, Camila Damasceno ; SILVA, Letícia Pereira et al. Os desafios do advogado diante das resoluções alternativas de conflitos. Revista Jus Navigandi, ISSN 1518-4862, Teresina, ano 23, n. 5511, 3 ago. 2018. Disponível em: https://jus.com.br/artigos/62357. Acesso em: 19 jun. 2024.

Publique seus artigos Compartilhe conhecimento e ganhe reconhecimento. É fácil e rápido!
Publique seus artigos