Símbolo do Jus.com.br Jus.com.br

Novo cangaço: uma modalidade criminosa cada vez mais organizada

Exibindo página 2 de 2
23/09/2018 às 16:19

Conclusão

Diante do exposto, conclui-se que, por mais longínquo que seja o nascedouro do cangaço nordestino, sua essência ainda é evidenciada na modalidade criminosa do novo cangaço ou cangaço moderno. Apesar de ter como foco a lucratividade em suas ações, os atuais grupos armados de ataque a instituições financeiras estão em constante evolução.

A organização das quadrilhas, assim como seu modus operandi, possui um caráter altamente amoldável. Prova disso é a dificuldade na identificação, combate e prevenção a essa modalidade criminosa tão atuante no Brasil.

No que concerne aos valores subtraídos nos ataques, parte deles são destinados à promoção de novas ações desse tipo, por meio de aquisição ou alugueis de armas de grande poder de fogo, explosivos, veículos, além de investimento em tecnologias e recrutamento de novos integrantes para as facções. 

Dessa forma, é primordial que o novo cangaço seja analisado de uma maneira holística. Não somente como um problema de segurança pública. Todos os entes do sistema de justiça brasileiros, além dos demais atores envolvidos nesta seara, devem se esforçar na busca da resolução de uma demanda tão urgente para a sociedade e que cada vez mais se expande, chegando a atuar em países vizinhos ao Brasil, como Paraguai e Bolívia.

Nesse interim, o combate eficiente ao novo cangaço exige investimentos em diversos setores e passa, necessariamente, pela mudança na estrutura da segurança pública atual, com valorização dos seus profissionais, investimento na investigação criminal, perícia técnica e inteligência policial.

Assim, observa-se que a abolição do crime organizado pode até não ser alcançada, mas trazer os índices de criminalidade para níveis aceitáveis deve ser um dos objetivos no combate aos ataques às instituições financeiras pelo novo cangaço.


REFERÊNCIAS

CONFEDERAÇÃO DOS TRABALHADORES DE SEGURANÇA PRIVADA. Pesquisa Nacional de Ataques a Bancos. 2017. Disponível em: http://contrasp.org.br/wp-content/uploads/2018/01/RELATORIO-ANUAL- CARROS-FORTES.pdf. Acesso em 01 de ago. de 2018.

FREDERAÇÃO NACIONAL DOS POLICIAIS FEDERAIS. 2017. Disponível em: http://fenapef.org.br/ataques-as-bases-de-transporte-de-valores-um-crime-comum-no-brasil/. Acesso em 25 de jul. de 2018.

FRANÇA, Lucélio Ferreira M. F. Normas de conduta policial: os desafios impostos pelas ocorrências de roubo a banco na modalidade Novo Cangaço. Várzea Grande – MT. Academia de Polícia Militar Costa Verde, 2016.

HARTMANN, Julio Cesar F. Crime Organizado No Brasil. 2011. 58f. Monografia (Conclusão de curso) - Instituto Municipal de Ensino Superior de Assis, São Paulo.

MELLO, Frederico Pernambucano de. Guerreiro do Sol: violência e banditismo no nordeste do Brasil. São Paulo: A Girafa Editora, 2004.

MONTEIRO, Vitor M.; SANTOS, Wallace H. P. Novo Cangaço: aspectos jurídicos do banditismo moderno.  2017. 47f. Monografia (Conclusão de curso) – Faculdade Minas Gerais, Belo Horizonte.

MORAES, Maxwell Franco de. A importância da expansão do patrulhamento rural na área do 14º BPM – O projeto de georreferenciamento rural. Disponível em: https://acervodigital.ssp.go.gov.br/pmgo/handle/123456789/382. Acesso em 01 de ago. de 2018.

OLIVEIRA e BEZERRA (coords). Manual de Investigação de crime de roubo de valores do departamento da Polícia Federal. Brasil: 2011.

RODRIGUES, Ricardo Matias. Do Novo Cangaço ao Domínio de Cidades. Disponível em: https://pt.scribd.com/document/378607152/DO-NOVO-CANGAC-O-AO-DOMI-NIO-DE-CIDADES. Acesso em 05 de jun. 2018.

SANTOS, Wallace Hernane P. A Debilidade do Sistema de Segurança Pública Como Fator Facilitador e Motivador Para as Ações de Organizações Criminosas Com Modus Operandi Similares ao Novo Cangaço no Estado de Minas Gerais. Disponível em:  https://www.webartigos.com/artigos/a-debilidade-do-sistema-de-serguranca-publica-como-fator-facilitador-e-motivador-para-as-acoes-de-organizacoes-criminosas-com-modus-operandi-similares-ao-novo-cangaco-no-estado-de-minas-gerais/149837. Acesso em 28 de jul. 2018.

SILVA, Carlos Alberto R. Violência Urbana: uma questão de segurança ou de política social? 2011. 121f. Monografia (Conclusão de curso) – Escola Superior de Guerra, Departamento de Estudos, Rio de Janeiro. Disponível em: www.esg.br/images/Monografias/2011/SILVAC.pdf. Acesso em 12 de jul. de 2018.


Nota

[1] Disponível em: http://www.forumseguranca.org.br/publicacoes/anuario-brasileiro-de-seguranca-publica-2018/. Acesso em 06 maio de 2018.

Webstories
Assuntos relacionados
Sobre o autor
Frederico Willian da Cruz

Funcionário Público Estadual do Estado de Minas Gerais, Pós-graduado em Direito Penal e Processual Penal. Docência do Ensino Superior, Ensino Multimídia.

Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelos autores. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi

Publique seus artigos Compartilhe conhecimento e ganhe reconhecimento. É fácil e rápido!
Publique seus artigos