O GOVERNADOR DO RIO , WITZEL , CONFORME NOTICIÁRIOS DAS MÍDIAS , VAI RESPONDER , PERANTE A ONU ,POR CAUSA DA SUA POLITICA DE DEDOS NO GATILHO, E É ACUSADO POR ALGUNS , DE SER ASSASSINO , DEVIDO A MORTE DA MENINA , POR BALA PERDIDA , EM UMA KOMBI

O GOVERNADOR DO RIO , WITZEL  , CONFORME NOTICIÁRIOS DAS MÍDIAS , VAI RESPONDER , PERANTE A ONU ,POR CAUSA DA SUA POLITICA DE DEDOS NO GATILHO, E É ACUSADO POR  ALGUNS  , DE SER ASSASSINO , DEVIDO A MORTE DA MENINA , POR BALA PERDIDA , EM UMA KOMBI...

PERGUNTO : JA NÃO EXISTE MORTES POR BALAS PERDIDAS , A BASTANTE TEMPO ,NO RIO DE JANEIRO?

CREIO QUE , SOMENTE PORQUE O GOVERNADOR , VENHA , DE FORMA INSISTENTE PEDINDO QUE OS POLICIAIS , EM GERAL ,AO SE DEPARAREM COM PESSOAS , PORTANDO FUZIS , NÃO PERCAM TEMPO , PONHAM OS DEDOS NOS GATILHOS , POIS PELO CONTRARIO , OS MESMOS , SERÃO MORTOS , PELO QUE DIZ O GOVERNADOR , POR ESTES TERRORISTAS URBANOS..NÃO QUER DIZER , QUE O GOVERNADOR SEJA FAVORAVEL AO DISPARO , DE FORMA IMPRUDENTE , DE POLICIAIS , CONTRA VITIMAS INOCENTES...

CASO SEJA APURADO , QUE HOUVE IMPRUDÊNCIA DO POLICIAL , QUE VITIMOU

ESTA CRIANÇA INOCENTE , DENTRO DE UMA KOMBI , O MESMO RESPONDERÁ POR SEU ATO , PERANTE A LEI , E EM NADA TEM HAVER COM ISSO , EM MEU PONTO DE VISTA ,O GOVERNADOR DO RIO , COM ISSO , VEJO COMO GENERALISMO , ALGUMAS PESSOAS , ATÉ POLÍTICOS , DIZENDO POR AÍ , QUE O ATUAL GOVERNADOR WITZEL , É UM ASSASSINO.

ISTO É , ALÉM DE DESRESPEITO , CRIME DE CALÚNIA , DIFAMAÇÃO E INJÚRIA...

AO MEU VER.

PODERIA SER QUALQUER PESSOA , QUE MESMO ASSIM , PERMANECERIA COM A MINHA POSIÇÃO IDEOLÓGICA , DESCRITA ACIMA.

CHEGOU A HORA , DAS PESSOAS , ANTES DE PUBLICAREM E AFIRMAR ALGO SOBRE OUTRA PESSOAS , REFLETIR ANTES... POIS PODERÃO ESTAR COMETENDO INJUSTIÇAS , E COM ISSO , COLOCAR EM DÚVIDA , O CARATÉR DE ALGUÉM ,E ATE MESMO PROVOCAR ÓDIO , DE OUTRAS PESSOAS , CONTRA ALGUÉM QUE NÃO PRATICOU ALGO

QUE SEJA IMPUGNANTE .


Autor


Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelo autor. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0