Ir direto ao conteúdo

Redes Sociais do Jus Navigandi

  1. Marcus Vasques
    20/12/2010 22:07

    Tenho dúvidas sobre quem deve pagar honorário de sucumbência.

    Fui parte ganhadora em uma ação de indenização e que foram estipulados honorários de sucumbência em 15% do valor da indenização.

    Sei que quem deve pagá-los é o advogado da parte perdedora.

    Mas minha dúvida é:-

    Esses 15% são retirados do valor que receberei ou pagos a parte pelo advogado perdedor ao meu?

    Pois se esses 15% forem retirados do valor pago a mim, entendo que quem está pagando a sucumbência sou eu e não o advogado perdedor.

    Grato.
  2. Adv. Antonio Gomes
    21/12/2010 00:33

    Advogado nada paga, pelo contrário, o advogado vencedor recebe da parte perdedora (auor ou réu), o percentual determinado na sucumbencia.
    No seu caso, se vencedor, receberá o valor da condenação integral, inclusive com juros de mora e correção monetária. Ao seu advogado pagará os honorários contratados, seja ele fixo ou percentual, digo, é o que constar no contrato asssinado advogado/clinte, por fim, o seu advogado irá receber o percentual de 15% da sucumbência da parte perdedora. O valor que você recebeu serve apenas de parametro para calcular a sucumbência.
  3. Marcus Vasques
    21/12/2010 12:11

    Antonio Gomes,

    Então, só pra esclarecer, por exemplo recebo de indenização R$10.000,00 e a parte perdedora é condenada a pagar 10% de honorários de sucumbencia.

    Além de me pagar os R$10.000,00 eles deverão pagar mais R$1.000,00 ou esses R$1.000,00 serão retirados da minha parte e receberei apenas R$9.000,00?

    Muito Obrigado por sua explanação.
  4. MARIA DA GLORIA PEREZ DELGADO SANCHES
    21/12/2010 12:25

    Boa tarde, Marcus.
    Passa-se como o Antonio explicou. Tomando o seu exemplo:

    por exemplo, recebo de indenização R$10.000,00 e a parte perdedora é condenada a pagar 10% de honorários de sucumbencia.

    Além de me pagar os R$10.000,00 eles deverão pagar mais R$1.000,00.

    Ou seja: a parte perdedora desembolsará R$ 11.000,00. Dez mil a que foi condenado e mil reais por conta dos honorários de sucumbência.
  5. Klaus Piacentini - klaus.direito@yahoo.com.br
    21/12/2010 12:36

    Usuário suspenso

    Marcus Vasques, boa tarde ...

    Só aproveitando o ensejo, gostaria de ressaltar que a sucumbência não entra na % do contrato de honorários, ou seja, se os sr. contratou o adv. com honorários de 30% e a sucumbência foi decretada em 15%, ficaria assim o recebimento do seu adv.:

    R$10.000,00 (ação)
    R$ 1.500,00 (sucumbência) 15% - parte perdedora pagará.
    R$ 3.000,00 (honorários de 30%) - contrato

    O sr. receberá líquido um valor de R$ 7.000,00; e o

    Advogado R$ 4.500,00

    Espero ter lhe ajudado


    Klaus Piacentini
  6. Adeilson Alvarino
    21/12/2010 14:42

    Aproveitando o gancho acima, em relação a pergunta de Marcus Vasque,
    pergunto:

    Quando do seu pedido, foi ou não pedido justiça gratuita, porque caso sim, daí muda a questão.
  7. Claudio
    21/12/2010 17:37

    Sr. Adeilson, aproveitando esta discussão, porque muda a situação se a justiça é gratuita??

    Pergunto porque tenho uma situação bem parecida. Ganhei uma causa na justiça mas os valores que eu calculei não batem com o que eu recebi e minha advogada não retorna minhas ligações.

    No processo inicial o valor era de 16.000,00 e pelos meus calculos, conforme a decisão de 2 estancia o valor final chegou ä 34.000,00.

    Mas a advogada disse que só recebeu 29.000,00 e ainda descontou 10% de sucumbencia e os 30% do contratado.

    Ja vi no site do TJ e o processo já esta extinto, ou seja, encerrado.
  8. Adv. Antonio Gomes
    21/12/2010 18:02

    Quanto a pergunta do caput a Dra. MARIA DA GLORIA exemplificou com distinção, digo, colocou uma pá de cal na querstão jus.

    Vamos a última solicitação, vertemos:


    Sr. Adeilson, aproveitando esta discussão, porque muda a situação se a justiça é gratuita??

    R- Sim, uma vez que não recolhe o valor da sucumbência e custas.


    Pergunto porque tenho uma situação bem parecida. Ganhei uma causa na justiça mas os valores que eu calculei não batem com o que eu recebi e minha advogada não retorna minhas ligações.

    R- Ir ao cartório do juízo pessolmente tomar conhecimento do que efetivamente consta nos autos .




    No processo inicial o valor era de 16.000,00 e pelos meus calculos, conforme a decisão de 2 estancia o valor final chegou ä 34.000,00.

    Mas a advogada disse que só recebeu 29.000,00 e ainda descontou 10% de sucumbencia e os 30% do contratado.


    R- Deve procurar pessolmente um advogado de sua confiança para efetuar uma leitura dos autos, e elaborar um parecer sobre a questão se necessário for.

    Ja vi no site do TJ e o processo já esta extinto, ou seja, encerrado.
  9. Marcus Vasques
    22/12/2010 00:03

    Caros colegas, muito obrigado por eliminarem minha dúvida.

    Agora tenho certeza de que meu advogado está querendo me passar a perna!!!!

    Mas como vocês me auxiliaram, ele vai ficar só querendo .....

    Muito Obrigado.

    Marcus Vasques.
  10. Claudio
    22/12/2010 10:47

    Muito obrigado Dr. Antonio Gomes.
  11. Adv. Antonio Gomes
    22/12/2010 13:00

    Tomei conhecimento. Feliz natal.
  12. Saulo Correia
    27/12/2010 15:34

    "Sr. Adeilson, aproveitando esta discussão, porque muda a situação se a justiça é gratuita?"

    É uma questão de lógica. Se, no início do processo, foi reconhecido que a parte não tinha condições de pagar honorários sucumbenciais e custas do processo sem prejuízo próprio ou de sua família, no final, por igual razão, há de se preservar o bem maior, que é o "núcleo mínimo" para a subsistência da pessoa. Assim, quando o beneficiário da justiça gratuita "perde" uma ação, ele é, sim, condenado ao pagamento de custas e honorários advocatícios da outra parte. Acontece que esta condenação fica suspensão enquanto perdurar a condição de hipossuficiência que motivou o deferimento da justiça gratuita e, se dentro de cinco anos, a situação do antigo beneficiário não mudar, a dívida consistente nos honorários e nas custas prescreve.

    "Pergunto porque tenho uma situação bem parecida. Ganhei uma causa na justiça mas os valores que eu calculei não batem com o que eu recebi e minha advogada não retorna minhas ligações".

    Isso é estranho, mas não é incomum de acontecer. Vá pessoalmente ao escritório da sua ex-advogada e peça para que ele lhe explique os cálculos. As vezes é só uma questão de esclarecimento, você pode ter entendido errado a maneira de calcular ou simplesmente não ter entendido.

    "No processo inicial o valor era de 16.000,00 e pelos meus calculos, conforme a decisão de 2 estancia o valor final chegou ä 34.000,00."


    "Mas a advogada disse que só recebeu 29.000,00 e ainda descontou 10% de sucumbencia e os 30% do contratado".

    Olha, te digo uma coisa, se você venceu a causa a advogada não tinha que ter descontado esses 10% não. A razão é simples, eles são pagos pela parte contrária. Se ela é benefíciária da justiça gratuita, problema da advogada, o que ela não pode fazer é transferir uma dívida que é da outra parte para você (a não ser que você tenha contratado ela sob essa condição)

    Ja vi no site do TJ e o processo já esta extinto, ou seja, encerrado.
  13. Carlos Eduardo Crespo Aleixo
    27/12/2010 17:31

    Pois é, então !!!

    A questão é que, em geral, os 100,0 % da condenação e os 10,0 % dali pertinentes aos Honorários da Sucumbência saem no mesmo Mandado de Pagamento donde se engloga estas 02 verbas !!!

    Ou seja, muito provavelmente esteja a acontecer esta situação !!!

    Enfim, é isto !!!

Participe do Fórum

Entre com seu cadastro do Jus Navigandi:

Esqueceu sua senha?

Não tem Facebook e quer participar do Fórum?

Faça perguntas, responda dúvidas e discuta assuntos jurídicos. É fácil e grátis!

JUS NAVIGANDI NAS REDES SOCIAIS