5 CONSIDERAÇÕES FINAIS 

Sem a pretensão de esgotar o tema, o presente trabalho objetivou estudar as limitações constitucionais ao exercício do direito à propriedade privada, bem como formas de intervenção estatal presentes no ordenamento jurídico inferior com base na Constituição. Para este fim, foram tecidas considerações acerca do direito de propriedade e de sua função social.

Ficou assentado que o direito de propriedade sofreu mutações quanto aos seus caracteres e quanto à sua finalidade ao longo do tempo, superando um caráter absoluto, exclusivo e perpétuo para adequá-lo à necessidade de atendimento de sua função social.

Esta, prevista constitucionalmente no ordenamento jurídico brasileiro, representa não somente a reação do sistema normativo aos abusos e desperdícios cometidos pelos titulares do direito de propriedade em face da potencialidade do bem, mas também o reflexo do avanço ideológico-social, servindo, além de base para a conceituação atual da propriedade, como instrumento de realização da justiça social.

E para que a função social seja atendida, permitindo a produção de seus efeitos, a Constituição Federal traz limitações ao exercício do direito de propriedade, ora previstas expressamente em seu texto, ora previstas na legislação inferior, porém com fundamento genérico na Constituição.

Desse modo, a Carta de 1988 limita o exercício do direito de propriedade, uma vez que o titular do domínio deve atender a função social exigida, não lhe sendo permitido o uso abusivo ou o desuso indefinido, mas não deixa de garantir o direito em comento, tendo em vista que fora das hipóteses previstas pelo texto magno ou nele assentadas eventual intervenção do Estado no domínio privado é tida como inaceitável.


 

REFERÊNCIAS 

CARVALHO FILHO, José dos Santos. Manual de Direito Administrativo. 23. ed. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2010.

COSTA, Cássia Celina Paulo Moreira da. A constitucionalização do direito de propriedade privada. Rio de Janeiro: América Jurídica, 2003.

COULANGES, Fustel de. A cidade antiga. São Paulo: Martins Fontes, 1981.

MOREIRA NETO, Diogo de Figueiredo. Curso de Direito Administrativo. Rio de Janeiro: Forense, 1989.

PERLINGIERI, Pietro. Perfis de direito civil: introdução ao direito civil constitucional. Tradução brasileira de Maria Cristina de Cicco. Rio de Janeiro: Renovar, 1997.

SILVA, José Afonso da. Curso de Direito Constitucional Positivo. 34. ed. São Paulo: Malheiros Editores, 2011


Autor


Informações sobre o texto

Como citar este texto (NBR 6023:2018 ABNT)

MENESES RIOS, Thiago. Direito de propriedade, função social e limitações constitucionais. Revista Jus Navigandi, ISSN 1518-4862, Teresina, ano 19, n. 3919, 25 mar. 2014. Disponível em: https://jus.com.br/artigos/27032. Acesso em: 15 jan. 2021.

Comentários

0

Autorizo divulgar minha mensagem juntamente com meus dados de identificação.
A divulgação será por tempo indeterminado, mas eu poderei solicitar a remoção no futuro.
Concordo com a Política de Privacidade e a Política de Direitos e Responsabilidades do Jus.

Regras de uso