A imprensa é inerente ao estado democrático. Adoram o sensacionalismo, sem generalizar e com o devido respeito aos seus profissionais, publicam matérias, muitas vezes tendenciosas e até mesmo ao seu bel-prazer condenatórias, como se o Judiciário fosse.

IMPRENSA: O outro lado da moeda/Operação Akator (Amapá-AP): A imprensa é inerente ao estado democrático. Adoram o sensacionalismo, sem generalizar e com o devido respeito aos seus profissionais, publicam matérias, muitas vezes tendenciosas e até mesmo ao seu bel-prazer condenatórias, como se o Judiciário fosse (aqui também exerço o direito à liberdade de expressão), mas não raramente esquecem do desenrolar dos fatos lá atrás estampados na suas páginas principais e não noticiam o deslinde reconhecendo a inocência daquele que foi o seu protagonista. Vejamos, a operação Akator, uma das oração especiais da Polícia Federal, desencadeada em 2008, a qual atuo como advogado desde 2013, já possui sentenças absolvitórias, inocentados, mas não retiram a mácula pessoal e nem social do RÉU que teve a sua vida íntima, seja família, social e/ou profissional dilacerada por exposição da sua imagem e nome por prisões prematuras, rostos expostos e algemas sob um encapuzado Legal de punho cerrado segurando uma submetralhadora diante das câmeras. A humilhação é irreversível, a reconstrução da vida é árdua já que a sociedade rotula facilmente e não costuma perdoar. Seria muito justo que àquela imprensa não se "esquecesse" do vitimado, pela Justiça, pela polícia nas investigações, e por ela também e noticiasse a inocência daqueles com o mesmo relevo daquela matéria jornalística inicial gritante. Justiça em todas as esferas!


Autor

  • Darlan Batista

    Advogado criminalista com atuação nacional. Especialista em Direito Penal e Processo Penal (nota máxima no Trabalho de Conclusão do Curso intitulado: Relativização da prisão cautelar: Ponderação dos princípios do estado de inocência e da necessidade da prisão). Exerceu o cargo de assessor parlamentar 2008/2010 no Legislativo Municipal do Recife. Atuou como agente multiplicador do combate e prevenção ao tráfico de seres humanos/SDS-PE. Editor do Blog Ampla Defesa: www.ampladefesa.wordpress.com

    Textos publicados pelo autor

    Fale com o autor

    Site(s):

Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelo autor. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0

Livraria