BIBLIOGRAFIA

ALMEIDA, Carlos Guimarães de. A Virtuosidade da Sociedade em Conta de Participação. In: Revista de Direito Mercantil, Industrial, Econômico e Financeiro. São Paulo: Revista dos Tribunais;

ANDRADE, Fábio Martins. Da Sociedade em Conta de Participação. Revista de Direito Privado. São Paulo: Revista dos Tribunais. n. 33. jan-mar 2008;

BRASIL. Código Civil. Lei nº 10.406 de 10 de janeiro de 2002. <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/l10406.htm>; Acesso em 04 de set 2018;

_____. Código Comercial. Lei nº 556 de 25 de junho de 1850. <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/l10406.htm>; Acesso em 04 de set 2018

CAROTA, José Carlos. A Sociedade em Conta de Participação e o Lucro Presumido. Revista Autônoma de Direito Privado. Curitiba: Juruá, n.5, jul/dez 2008.

COELHO, Fábio Ulhôa. Curso de direito comercial vol. 1. 11. ed. São Paulo: Saraiva, 2007;

_____. Fábio Ulhôa. Curso de Direito Comercial vol. 2. 6 ed. São Paulo: Saraiva, 2003;

COSTA, José Maria da. A Sociedade em Conta de Participação no Direito de Empresa do Código Civil de 2002. Pontifícia Universidade Católica. São Paulo, 2006;

FERREIRA, Waldemar. Tratado de Direito Comercial. São Paulo: Saraiva, 1960;

GALIZZI, Gustavo Oliva. Sociedade em Conta de Participação. Belo Horizonte: Mandamentos, 2008;

GUSMÃO, Monica. Lições de Direito Empresarial. 8 ed. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2009;

KUPERMAN, Ricardo. A Sociedade em Conta de Participação. Faculdade de Direito Milton Campos. Nova Lima: 2005;

MOREIRA, Ricardo Guimarães. Sociedade em conta de Participação. Revista Forense. Rio de Janeiro: Forense. vol. 395. jan/fev 2008;

RAMOS, André Luiz Santa Cruz. Curso de Direito Empresarial. Salvador: Pódium. 2008;

_____. Direito Empresarial Esquematizado. São Paulo: Método. 2011;

TOMAZETTE, Marlon. Curso de Direito Empresarial: teoria geral e direito societário. vol I. São Paulo: Atlas, 2008;

ZORTÊA, Alberto João. Sociedade Comercial em Conta de Participação. Revista Forense, Rio de Janeiro, v. 272, Fascículos 928 -929- 930. out/dez. 1980;


Notas

[1] Art. 986. Enquanto não inscritos os atos constitutivos, reger-se-á a sociedade, exceto por ações em organização, pelo disposto neste Capítulo, observadas, subsidiariamente e no que com ele forem compatíveis, as normas da sociedade simples.

Art. 987. Os sócios, nas relações entre si ou com terceiros, somente por escrito podem provar a existência da sociedade, mas os terceiros podem prová-la de qualquer modo.

Art. 988. Os bens e dívidas sociais constituem patrimônio especial, do qual os sócios são titulares em comum.

Art. 989. Os bens sociais respondem pelos atos de gestão praticados por qualquer dos sócios, salvo pacto expresso limitativo de poderes, que somente terá eficácia contra o terceiro que o conheça ou deva conhecer.

Art. 990. Todos os sócios respondem solidária e ilimitadamente pelas obrigações sociais, excluído do benefício de ordem, previsto no art. 1.024, aquele que contratou pela sociedade.

[2] Art.254. A escrituração das operações de sociedade em conta de participação poderá, à opção do sócio ostensivo, ser efetuada nos livros deste ou em livros próprios, observando-se o seguinte:

I - quando forem utilizados os livros do sócio ostensivo, os registros contábeis deverão ser feitos de forma a evidenciar os lançamentos referentes à sociedade em conta de participação;

II - os resultados e o lucro real correspondentes à sociedade em conta de participação deverão ser apurados e demonstrados destacadamente dos resultados e do lucro real do sócio ostensivo, ainda que a escrituração seja feita nos mesmos livros;

III - nos documentos relacionados com a atividade da sociedade em conta de participação, o sócio ostensivo deverá fazer constar indicação de modo a permitir identificar sua vinculação com a referida sociedade.

[3] Parágrafo único. Obriga-se perante terceiro tão-somente o sócio ostensivo; e, exclusivamente perante este, o sócio participante, nos termos do contrato social.


Autor

  • Daniel Rebello Baitello

    Advogado Especialista em Direito Tributário e Finanças Públicas.. MBA em Contabilidade e Direito Tributário. LLM em Direito Empresarial. LLM em Contratos. Foi Professor de Direito Tributário da Escola de Negócios das Faculdades Projeção nos cursos de Contabilidade e Administração.Professor de Direito Empresarial da Escola de Ciências Jurídicas e Sociais das Faculdades Projeção.

    Textos publicados pelo autor

    Fale com o autor


Informações sobre o texto

Como citar este texto (NBR 6023:2018 ABNT)

BAITELLO, Daniel Rebello. A diferença entre sociedade em conta de participação e o contrato de conta de participação: a qualificação de ambos como sociedade. Revista Jus Navigandi, ISSN 1518-4862, Teresina, ano 23, n. 5578, 9 out. 2018. Disponível em: https://jus.com.br/artigos/69405. Acesso em: 25 nov. 2020.

Comentários

0

Autorizo divulgar minha mensagem juntamente com meus dados de identificação.
A divulgação será por tempo indeterminado, mas eu poderei solicitar a remoção no futuro.
Concordo com a Política de Privacidade e a Política de Direitos e Responsabilidades do Jus.

Regras de uso