Está em vigor, desde o dia 29 de março de 2005, a Lei nº 11.106/05, que alterou diversos dispositivos do Código Penal Brasileiro. Dentre as alterações, importa discutir aquela que não mais considera o "adultério" como fato criminoso.

Entenda-se que não se trata de render uma homenagem ao adultério, mas de reconhecer que a família e o matrimônio são hoje perfeitamente protegidos pelo ordenamento jurídico de outra forma, em outra seara.

Inicialmente, faz-se uma singela reflexão acerca do que seja crime. "Crime é um fato definido em lei como tal". Para que uma conduta seja tida como criminosa o legislador haverá de se perguntar qual seria seu reflexo em dado momento histórico de determinada sociedade. Tal fato ainda é considerado uma ofensa grave à sociedade? Essa ofensa atinge a interesses relevantes? A resposta a esses questionamentos é que haverá de nortear o legislador.

Dessa forma, o direito penal apenas se preocupa com aqueles fatos que ofendam mais gravemente a sociedade. Conveniente que apenas fatos graves sejam considerados crimes e, como tal, sejam reprimidos com sanções severas, a exemplo da pena de prisão. Não que o adultério não seja um fato ofensivo. Ocorre que essa ofensa permeia a esfera da MORAL, saindo da objetividade do direito penal.

Mas o que é "adultério"? o Dicionário Aurélio o define com "infidelidade conjugal; amantismo, prevaricação". Para os estudiosos do Direito Penal o extinto crime de adultério se consumaria com a prática do inequívoco ato sexual. E traição, o que é? Esse é ato muito mais amplo que o adultério.Traição é deslealdade, infidelidade no amor.

Apesar de não mais ser tido como crime o fato "adultério", o cônjuge traído pode ainda se ver, de certa forma, compensado pelo dano moral sofrido. Não mais com a prisão do cônjuge ofensor, mas com a diminuição no seu patrimônio (o que pode configurar uma sanção ainda mais eficaz). Ora, o "crime de adultério" tinha uma pena simbólica prevista para o culpado que variava de 15 (quinze) dias a 6 (seis) meses de detenção. Essa pena não surtia efeito algum e nunca se via alguém efetivamente condenado. Agora, se o cônjuge infiel se ver compelido a pagar indenização ao traído, isso com certeza será mais eficaz.

A possibilidade de haver indenização deriva de mandamento constitucional que diz ser inviolável a honra das pessoas, sendo assegurado o direito à indenização pelo dano moral decorrente de sua violação (art. 5º, X, CF). Assim, considerando que a traição gera dor e sofrimento, sentimentos que abalam a pessoa traída, é perfeitamente cabível que o judiciário seja acionado, assegurado-lhe o direito à indenização.

A traição configura violação dos deveres do casamento (dever de fidelidade recíproca, dever de respeito e consideração mútuos etc – art. 1.566, CC) e, como tal, dá fundamento ao pedido de separação judicial por culpa, desde que a violação desses deveres torne a vida conjugal insuportável (art. 1.572, CC). Entretanto, para essa breve exposição, importa apenas observar que o cônjuge traído tem pleno direito ao ressarcimento por dano moral. Esse pedido é juridicamente possível: responde pela indenização o cônjuge responsável exclusivo pela separação, porque viola a honra do cônjuge inocente quando o trai.

Para se ver indenizado, o cônjuge inocente deverá ingressar com ação de separação judicial litigiosa e, de conformidade com essa, pedir a indenização (pedido cumulado com o de separação ou pedido posterior de indenização). Não se vislumbra um pedido de indenização sem a separação! Ora, se o cônjuge ofendido deseja manter o casamento com o ofensor, isso, por imperativo lógico, não revelaria um dano moral suscetível de reparação. Nessa hipótese teria havido perdão e, perdoado o ofensor, não se mostraria adequado o pedido de indenização.

Feito o pedido, o juiz fixará o valor da indenização, levando em conta extensão do dano, considerado diante do caso concreto. Veja que a indenização por dano moral tem, além de uma função reparatória, um caráter pedagógico (de maneira a impedir a prática reiterada do ato socialmente reprovável), e, tal como entende o Superior Tribunal de Justiça, o valor da indenização por dano moral não pode contrariar o bom senso, mostrando-se exagerado ou irrisório, distanciando das finalidades da lei.

Não se trata de reparar a dor, a mágoa, o sofrimento, posto que esses não têm valor patrimonial. O que se objetiva com a reparação patrimonial é apenas o abrandamento da dor, já que o produto da indenização poderia propiciar alguma distração ou bem-estar, mesmo que passageiro, ao ofendido (função reparadora da indenização). Ademais, como já explanado, compelir o culpado a reparar dano moral causado representa para a sociedade uma demonstração de que o Estado não tolerará ofensa à honra de outrem (função pedagógica da indenização).

Finalmente, não se quer aqui dar à indenização caráter de instrumento de vingança chancelado pelo poder judiciário. O que se buscou esclarecer é que a mesma é um direito constitucionalmente assegurado àquele que sofreu dano moral.



Informações sobre o texto

Como citar este texto (NBR 6023:2018 ABNT)

SANTOS, Simone Moraes dos. Adultério, traição e dano moral. Revista Jus Navigandi, ISSN 1518-4862, Teresina, ano 11, n. 936, 25 jan. 2006. Disponível em: https://jus.com.br/artigos/7871. Acesso em: 30 out. 2020.

Comentários

16

Autorizo divulgar minha mensagem juntamente com meus dados de identificação.
A divulgação será por tempo indeterminado, mas eu poderei solicitar a remoção no futuro.
Concordo com a Política de Privacidade e a Política de Direitos e Responsabilidades do Jus.

Regras de uso
  • 0

    Lawrence Adele

    Olá, conheço alguns caras que fizeram alguns trabalhos de hackers para mim há algumas semanas. Você pode contatá-los em: [email protected]
    WhatsApp: +16609512284

    Eles carregaram minha carteira de Bitcoin (BTC) SEM QUALQUER PAGAMENTO GRATUITO. eles carregarão sua BITCOIN WALLET GRATUITAMENTE e você compartilhará 40% com eles quando o trabalho for concluído.
    Você não tem nada a perder. WhatsApp +16609512284
    E-mail: [email protected]

    Eles cortam todos os tipos de senhas de telefones celulares, Android, Iphones e Icloud a preços acessíveis.
    eles hackam o banco de dados da universidade mudam as notas escolares e as atualizações do livro de visitas sem o conhecimento da escola.
    Eles limpam registros criminais
    Empréstimos com juros baixos para desenvolver seus negócios sem nenhum custo.
    Impressões digitais claras de todos os bancos de dados e servidores de sites
    registros de crédito claros
    Western Union MTCN e Moneygram Hack
    Crie contas verificadas do Paypal.
    Hackes gerais dos detalhes de login do Facebook e aumentam curtidas e comentários, WhatsApp, Instagram, Twitter, Yahoo mail, Skype, cortam e excluem vídeos do YouTube ou aumentam visualizações, Gmail, Outlook Hack etc.
    eles são especialistas em hackers de banco de dados, analista e consultor de computadores, transferência de escolas e falsificação de certificados. Hackear contas Paypal.
    Eles cortam logins bancários, transferência de dinheiro, Deadz, Hack Western Union e MoneyGram, transferência de crédito, registros de crédito claros, apagar registros criminais, relatório de crédito de reparo.
    eles Verificar contas para transferência e logins bancários
    Todos os tipos de hackers em geral ..
    Aumente curtidas e seguidores do facebook, Instagram e Twitter em poucos minutos.
    Blogs do Word Press cortam
    Hack de computador individual
    Controlar dispositivos e cortar remotamente
    Números queimador hack
    Jogo de hackers e rachaduras
    Desenvolvimento e exploração de Key Logger
    Injetar ameaça de segurança cibernética no meu SQL
    Contas Paypal verificadas hackear
    Interceptação de chamadas
    Hackear e limpar vídeos e histórico de CFTV
    Carros, rastreamento e recuperação de telefones celulares
    * Exclua conteúdos da web e posts irritantes de qualquer blog ou site

    Nota: ELES MOSTREM A SUA PROVA antes de pagar. Eles recentemente invadiram algumas contas bancárias para transferir dinheiro para pessoas interessadas.
    Apenas pedidos sérios. lembre-se de dizer a eles que te indiquei para que eu possa receber meu bônus de indicação quando seu trabalho estiver concluído.
    Entre em contato com: [email protected]
    WhatsApp: +16609512284
    Eles restauraram minha felicidade de volta para mim e me fizeram sorrir novamente, entre em contato com eles hoje e você ficará feliz por ter ...
    Você pode me agradecer mais tarde.

  • 0

    Antonio

    Minha mulher tem me traído, ja peguei conversas dela no whatsapp com o amante, o que devo fazer para que ela seja obrigada a sair de casa?
    A casa está alugada no nome do pai dela.
    Eu gravei as conversas do whatsapp para usar de prova caso precise

  • 1

    william vital braz

    Tonho
    Não gostar de alguém é diferente de prejudica-la moralmente e psicologicamente.
    No seu caso o ato de ser traído (corno) não é um problema, porem isso não quer dizer que todas as pessoas pensam como você.
    Casar, ter filhos e construir toda uma estrutura com seu parceiro não é um ato pessoal, pressupõe que se o cônjuge esta disposto a dedicar sua vida juntamente com seu parceiro.
    Traição para muitos alem da raiva, traz sérios problemas psicológicos chegando ao ponto de o cônjuge enganado tirar a própria vida.
    Todos temos o direito de amar quem quiser, desde que não gere dano social.

    Obs: Assistindo o jornal não é difícil ver casos em que aquele que foi traído tire a vida do parceiro, o espanque, matou o filho por ira ou ate mesmo teve problemas psicológicos, algumas vezes, irreversíveis.

Veja todos os comentários