Ao navegar, você aceita que o Jus use cookies e parcerias para personalizar conteúdo e anúncios. Política de Privacidade

Símbolo do Jus.com.brJus.com.br

Artigo

Crime de estupro: até quando julgaremos as vítimas?

REFERÊNCIAS

BALLONE, G.J.; ORTOLANI, I.V.; MOURA, E.C.Violência Doméstica. Disponível em: http://www.psiqweb.med.br/site/?area=NO/LerNoticia&idNoticia=89 acesso em 04 de abril de 2013.

BARROS, Lívya Ramos Sales Mendes de; JORGE-BIROL, Alline Pedra.Crime de estupro e sua vítima: a discriminação da mulher na aplicação da pena. Disponível em http://www.mulherecidadania.al.gov.br/cavcrime/artigos/Crime%20de%20Estupro%20e%20Sua%20Vitima%20-%20A%20Discricao%20da%20Mulher%20na%20Aplicacao%20da%20Pena.pdf ,acesso em 22 de março de 2013.

BORRIONE, Roberta Tavares de Melo; LORDELO, Eulina da Rocha. Escolha de parceiros sexuais e investimento parental: uma perspectiva desenvolvimental. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/pc/v20n2/a12v20n2.pdf , acesso em  04 de abril de 2013.

CABETTE, Eduardo Luiz Santos. Crimes contra a dignidade sexual.  Curitiba: Juruá, 2010.

DELFIM, Márcio Rodrigo. Curso de Vitimologia com o professor Márcio Rodrigo Delfim. Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=FBjdGr9eTYk, acesso em 10/04/2013.

DAMIAN, Salete; SILVA, Juliano Corrêa da. A identificação com os pais na busca do parceiro amoroso na vida adulta. Disponível em http://redepsi.mig.doois.com.br/portal/uploads/smartsection/2029_Artigo_Salete_Damian.pdf ,acesso em 04 de abril de 2013.

DIAS, Carlos Alberto; ALVES, Juliana Mendes. Reflexões sobre a escolha da parceria conjugal. Disponível em http://www.sbrash.org.br/portal/images/stories/pdf/1-rbsh-vol15-2004-n1.pdf#page=103, acesso em 04 de abril de 2013.

FERNANDES, Antonio Scarance; MARQUES, Oswaldo Henrique Duek. Estupro: enfoque vitimológico. Disponível em  http://bdjur.stj.gov.br/xmlui/bitstream/handle/2011/23376/estupro_enfoque_vitimologico.pdf?sequence=1, acesso em 04 de março de 2013 as 14:42h.

FERREIRA BRASIL, Rebeca.Violência contra a mulher cearence: desafio da vitimologia. Disponível em http://www.egov.ufsc.br/portal/sites/default/files/anexos/12916-12917-1-PB.pdf , acesso em 04 de março de 2013.

GUEDES, Rebeca Nunes; SILVA, Ana Tereza Medeiros Cavalcante da; COELHO, Edméia de Almeida Cardoso.Violência conjugal: problematizando a opressão das mulheres vitimizadas sob o olhar do gênero. Disponível em https://www.revistas.ufg.br/index.php/fen/article/view/7166/5075, acesso em 04 de abril de 2013.

HAMADA, Fernando Massami; AMARAL, José Hamilton. Vitimologia: conceituação e novos caminhos. Disponível em http://intertemas.unitoledo.br/revista/index.php/ETIC/article/view/1640/1563 , acesso em 10 de março de 2013.

KOSOVSKI, Ester. Fundamentos da Vitimologia. Disponível em http://profmarialucia.pro.br/downloads/criminologia_2012/fundamentos_da_vitimologia.pdf , acesso em 15 de março de 2013.

LEAL, César Barros; PIEDADE JR., Heitor. Violência e Vitimização: A face sombria do cotidiano. Belo Horizonte: Del Rey, 2001.

LEVY, Lídia; GOMES, Isabel Cristina. Relação conjugal, violência conjugal e complementariedade funcional. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/pc/v20n2/a12v20n2.pdf  , acesso 04 de abril de 2013.

OLIVEIRA, Edmundo. Vitimologia e Direito Penal: O crime precipitado pela vítima. 2ª ed. Rio de Janeiro: Forense, 2001.

PIEDADE JUNIOR, Heitor. Vitimologia: Evolução no tempo e no espaço. Rio de Janeiro: Freitas Bastos, 1993.

PIEDADE JÚNIOR, Heitor; KOSOVSKI, Ester; MAYR, Eduardo; et al.Vitimologia em debate.  Rio de Janeiro: Forense, 1990.

SANTOS BISPO, Márcia Margareth.Da vitimização secundária à revalorização da vítima no processo penal brasileiro. Disponível em http://www.evocati.com.br/evocati/interna.wsp?tmp_page=interna&tmp_codigo=475&tmp_secao=16&tmp_topico=direitopenal&wi.redirect=HSMWKDWVDPTQGRPAREW7 , acesso em 13/04/13.

SILVA SACERDOTE, Ana Maria da.A escolha inconsciente do parceiro. Disponível em http://libertas.com.br/site/base/sacerdote,.ana.maria.2003.pdf, acesso em 04 de abril de 2013.

SOUZA, Esdras Dantas de.Códigos Penais Brasileiros. Disponível em http://estudosdedireitopenalpartegeral.blogspot.com.br/2009/05/codigos-penais-do-brasil.html acesso 11 março de 2013.

VIGARELLO, Georges. História do Estupro: Violência sexual nos séculos XVI – XX. Trad. Lucy Magalhães. Rio de Janeiro: Zahar, 1998.


ABSTRACT: Rape is always a crime "taboo", it is not spoken, not said, not denounced. Women since time immemorial have been suffering and silent when you have the courage to denounce have their lives upended, to have confirmation that they are worthy of trust and credibility. Thus in this study have a historical view of how rape and women are treated since the middle ages, as the sexist society can contribute to the perpetuation of rape culture. And also a vitimological classification, as the victim of rape and how it fits this classification is distorted so that society can find a culprit for the crime, since it is outside the normal standards.

KEYWORDS: Rape - Woman - Victimology - History – Violence - Sexist society – Culpabilisation

Página 3 de 3
Assuntos relacionados
Sobre os autores
Verônica Magalhães de Paula

Bacharelanda do 5o. Período do Curso de Direito da Unisal.

Imagem do autor Eduardo Luiz Santos Cabette
Eduardo Luiz Santos Cabette

Delegado de Polícia em Guaratinguetá (SP). Mestre em Direito Social. Pós-graduado com especialização em Direito Penal e Criminologia. Professor de Direito Penal, Processo Penal, Criminologia e Legislação Penal e Processual Penal Especial na graduação e na pós-graduação da Unisal. Membro do Grupo de Pesquisa de Ética e Direitos Fundamentais do Programa de Mestrado da Unisal.

Como citar este texto (NBR 6023:2018 ABNT)

, Verônica Magalhães de Paula; CABETTE, Eduardo Luiz Santos. Crime de estupro: até quando julgaremos as vítimas?. Revista Jus Navigandi, ISSN 1518-4862, Teresina, ano 18, n. 3614, 24 mai. 2013. Disponível em: https://jus.com.br/artigos/24465/crime-de-estupro-ate-quando-julgaremos-as-vitimas. Acesso em: 24 mai. 2022.

Publique seus artigos
Compartilhe conhecimento e ganhe reconhecimento. É fácil e rápido!