Refletindo a maneira como a escola, o professor, o ensino e a formação dos professores vêm se apresentando e repensando o papel da escola na sociedade e novos preceitos a se pensar para alcançar a educação que queremos.

Imagens da educação atual

Refletindo a maneira como a escola, o professor, o ensino e a formação dos professores vêm se apresentando e repensando o papel da escola na sociedade e novos preceitos a se pensar para alcançar a educação que queremos.

A escola nos últimos anos vem sendo assoberbada de funções (missões) sociais, algumas instituições veem tanto nisto seu papel, que acabam deixando em segundo plano a sua função primordial que a é a aprendizagem. É claro que não se pode esquecer do compromisso social da escola, mas tão pouco se pode deixar de lado o seu maior objetivo que é a aprendizagem de todos.

Atualmente, o professor regressou ao foco de destaque no campo educacional. Isto faz urgir a necessidade dos docentes assumirem sua profissionalização, também em espaços públicos, sendo ele o comunicador com a sociedade, assumindo a função de representar-se, expondo seus anseios, necessidades e trabalho que desenvolve, não esperando e deixando apenas que entidades, estudiosos, investigadores em educação e políticos falem por ele. Alias, estes nem estão dentro da realidade escolar, mas falam e decidem pelos educadores.

Teoria e pratica devem caminhar juntas e a partir da reflexão sobre as experiências e praticas deve ocorrer o desenvolvimento do trabalho docente, este baseado na busca de uma aprendizagem que sirva para o sucesso de todos, com um ensino-aprendizagem verdadeiramente para todos.

Sabe-se que é preciso que o professor seja reflexivo, que a escola seja ativa e consciente de seu papel, que se envolva os pais, como nos fala Isabel Alarcão, em seu livro Professores Reflexivos em uma escola reflexiva. Que é necessário uma educação critica, criativa e emancipatória, como nos dizia Paulo Freire. Um ensino inclusivo, que rompe com barreiras, como exposto no livro Educação Inclusiva: com os pingos nos “is”-de Carvalho. Um currículo flexível, com uma base comum e uma parte diversificada, que abranja conteúdos e temas significativos para o aluno. Uma educação multiculturalista- Gonçalves, que valorize uma cultura de paz, o respeito, sem discriminação ou preconceito, como nos diz Muganga, em suas reflexões expostas em A questão do Negro no Brasil de hoje. Que a avaliação seja ponto de inicio e não de chegada, sendo contínua e sistemática, como diz Jussara Hoffamann.

É importante praticas de ensino interdisciplinares, que se persista a tão sonhada trandiciplinariedade-fala de Fazenda. Uma aprendizagem de sentido para o aluno e que esteja de acordo com o contexto do educando, tendo um enfoque globalizador, permitindo que o aluno amplie seus conhecimentos de mundo- é essencial segundo Zabala. Um ensino que possibilite aos educandos o desenvolvimento de habilidades e competências, para que este saiba mobilizar saberes para resolver situações-Perrenoud.

A LDB, coloca como objetivo da educação escolar a formação para a cidadania e para o mundo do trabalho, e como principio a livre escolha de concepções pedagógicas. Expõem ainda que a educação é direito de todos. Mais do que assegurar um ensino para todos, é preciso assegurar uma aprendizagem para todos, pois mesmo hoje em dia, pleno século XXI, existe ainda a ideia de que o sucesso escolar é para alguns e que o fracasso escolar já esta designado a outros. É preciso atender a demanda diversificada de alunos de hoje com qualidade, dando iguais oportunidades de construir conhecimentos, efetivando o conceito de equidade.

O educador independente da concepção teórica, a qual é adepto deve buscar a reflexão de sua práxis, de sua experiência, analisando e fazendo parcerias colaborativas com outros professores e outros profissionais para melhor desenvolver seu trabalho. Tendo em vista, seu papel em sala de aula como de organizador das aprendizagens, mediador entre conhecimento e alunos, e não mais de mero transmissor, possibilitando que os alunos aprendam a construir seu próprio conhecimento de forma autônoma, sabendo pesquisar, analisar, comparar, refletir e agir em sua realidade, buscando transformá-la.

É preciso que o educador administre sua formação continuada e busque sempre atualizar-se, pois na era da informação e da comunicação, na qual estamos, é indispensável que o educador esteja sempre na busca por novas metodologias e instrumentos que possam tornar melhor e mais eficiente suas aulas.

Importante, também, que a formação docente se de dentro da profissão, no contato com a realidade escolar, que haja a troca de experiências entre educadores, para que se faça uma reflexão e busque-se meios para alcançar a aprendizagem de todos, ou seja, é preciso embasar a teoria na prática.

Antonio Novoa, nos diz que o professor deve embasar-se não apenas em teorias “mais antigas”, mas postuladas , como as de Piaget e Vygotsky, mas busquem instrumentalizar-se em novos conhecimentos que também contribuem para o trabalho pedagógico, como a neurociência e outros estudos que acabam não recebendo a atenção que merecem. Castorina, no seu livro Piaget e Vygotsky: novas contribuições para o debate, mostra que é possível ser Piagetiano e ao mesmo tempo ter como eixo a mediação social, então, porque não ir além? Abranger em nosso trabalho outras vertentes teóricas, outros estudos contemporâneos, isso só irá enriquecer nossa práxis.

Na verdade sabe-se o que é preciso, o que falta é o “agir”, é a ação, o fazer o ato educativo como o queremos de fato, mas para isto é preciso compromisso e comprometimento social de todos com a escola e principalmente do professor com o sujeito que se pretende formar, é preciso ações comprometidas em abrir novos futuros, mobilizar-se em razão da causa.

Não é mais permissível que o educador permaneça só nos discursos, ideias e “modismo”-termo usado por Celso Vasconcellos, é preciso responsabilizar-se com o sistema educacional, com alunos, buscando não apenas uma educação com o objetivo de que o sujeito supere desvantagens sociais- como expõem Méskáros, em seu livro: A Educação para além do capital-mas que sirva para que o aluno desenvolva sua autonomia, sua identidade enquanto sujeito histórico, critico, ativo, reflexivo e consciente de seu papel no mundo. Para tudo isso, é indispensável bons professores, comprometidos com seu papel, para que tenhamos uma escola eficiente para enfrentar os desafios deste século.


Autor

  • Estela Mari Santos Simões

    <br><br><br>Currículo <br>Nome: Estela Mari Santos Simões<br>Nascimento: 18/10/1989<br>RG: 7099774841<br>CPF:025.382.440-05<br>Estado civil: Solteira<br>Telefone: (55) 81254590<br>E-mail: Estelasimoes89@gmail.com<br>CNH: Categoria B<br><br>Formação:<br> Informática, nos seguintes cursos: Manutenção de Computadores, Micro-informática, Tradutores de textos, Recursos Multimídia, Datilografia Informatizada, Internet, Windows, Microsoft Word XP, Microsoft Excel XP, Microsoft Power Point XP, Corel draw.<br>Magistério, Ensino Médio-Instituto Estadual de Educação Borges do Canto – Palmeira das Missões.<br> Capacitação UFRGS: Diversidade no ambiente escolar: ênfase em infâncias de 0 á 10 anos de idade. (180horas).<br> Capacitação Fundação Pró-Menino: ECA na Escola (120horas).<br>Curso de Extensão: Mídias na Educação (660 horas).<br>Curso de Extensão: Políticas Públicas e Planejamento da Educação (300 horas).<br>Curso de Extensão: Inspeção Escolar (660 horas)<br>Licenciatura em Pedagogia- Universidade Castelo Branco.<br>Pós-graduação em Psicopedagogia-Universidade de São Paulo.<br><br>Experiências:<br><br>Escola: Centro de Educação Infantil Fundo de Quintal<br>Endereço: Centro- Palmeira das Missões - RS<br>Cargo: Professora Titular Período: início dia 23 de julho de 2008 a 30 de março de 2010.<br>Funções desempenhadas: Professora da Pré-escola nível A<br><br>Instituto Adventista de Educação e Assistência Social Lar Infantil Nosso Amiguinho<br>Endereço: Bairro Lütz - Palmeira das Missões - RS<br>Cargo: Pedagoga<br>Período: início dia 04 de janeiro de 2010 á 30 de dezembro de 2011. <br>Funções desempenhadas: Professora de reforço escolar- noturno. <br><br>Escola: Colégio Jesus Maria José- JMJ<br>Endereço: Centro- Palmeira das Missões - RS<br>Cargo: Professora séries iniciais<br>Período: início dia 05 de abril de 2010 - atualmente no turno da tarde.<br>Funções desempenhadas: professora de reforço escolar; professora de educação infantil e series iniciais.<br><br>Escola: Escola Municipal de Ensino Fundamental Julio Pereira<br>Endereço: Santa Rosa- Palmeira das Missões - RS<br>Cargo: Professora<br>Período: início dia 12 de março de 2012 - atualmente no turno da amanhã.<br>Funções desempenhadas: professora de séries iniciais.<br><br>Cursos de aperfeiçoamento:<br><br>Entidade: FAI – Faculdade de Itapiranga-SC<br>Assunto: Os desafios da Inclusão na Escola (40horas)<br><br>Entidade: Universidade de Passo Fundo-UPF<br>Assunto: Atualização de professores alfabetizadores (100horas)<br><br>Entidade: Secretaria de Educação de Palmeira das Missões<br>Assunto: I Fórum Nacional de Educação- Educação: Desafio, em permanente construção. (40 horas).<br><br>Entidade: Lar Infantil Nosso Amiguinho- Palmeira das Missões<br>Assunto: Quem Ama Ensina (10horas).<br><br>Entidade: Associação Brasileira de Educação à distância- ABED<br>Assunto: Dificuldades de Aprendizagem (30 horas).<br><br>Entidade: Associação Brasileira de Educação à distância- ABED<br>Assunto: Capacitação Profissional em Educação Inclusiva e Especial com Ênfase em Deficiência Intelectual (120 horas).<br><br>Entidade: Associação Brasileira de Educação à distância- ABED<br>Assunto: Estimulação Cognitiva (42 horas).<br><br>Entidade: Associação Brasileira de Educação à distância- ABED<br>Assunto: Aprendizagem e Transferência (60 horas).<br><br>Entidade: Associação Brasileira de Educação à distância- ABED<br>Assunto: Construindo uma Escola Inclusiva (45 horas).<br><br>Entidade: Associação Brasileira de Educação à distância- ABED<br>Assunto: Psicologia infantil e o contexto escolar (60 horas).<br><br>Entidade: Associação Brasileira de Educação à distância- ABED<br>Assunto: Processo social de alfabetização e letramento (40 horas).<br><br>Entidade: Associação Brasileira de Educação à distância- ABED<br>Assunto: O professor e as mídias na educação (40 horas).<br><br>Entidade: Learncafe- Cursos online<br>Assunto: Metodologia da Matemática (200 horas).<br><br>Entidade: Associação Brasileira de Educação à distância- ABED<br>Assunto: Jogos em Sala de Aula (120 horas).<br><br>Entidade: Associação Brasileira de Educação à distância- ABED<br>Assunto: Artes Visuais na Educação Infantil (200 horas).<br><br>Entidade: Associação Brasileira de Educação à distância- ABED<br>Assunto: Avaliação Escolar- formação continuada (100 horas).<br><br>Entidade: Associação Brasileira de Educação à distância- ABED<br>Assunto: Educação Ambiental e outros conceitos (30 horas).<br><br>Entidade: Associação Brasileira de Educação à distância- ABED<br>Assunto: Historia da Educação Infantil no contexto brasileiro (25 horas).<br><br>Entidade: Associação Brasileira de Educação à distância- ABED<br>Assunto: Concepções Pedagógicas e Currículo (20 horas).<br><br>Entidade: Associação Brasileira de Educação à distância- ABED<br>Assunto: Coordenação Pedagógica: Habilidades e Competências (40 horas).<br><br>Entidade: Learncafe- Cursos online<br>Assunto: Edgar Morin e os sete saberes necessários à educação do futuro (24 horas).<br><br>Entidade: Learncafe- Cursos online<br>Assunto: Elaboração de Projetos Culturais (120 horas).<br><br>Entidade: Associação Brasileira de Educação à distância- ABED<br>Assunto: Bases teóricas sobre Libras (10 horas).<br><br>Entidade: Associação Brasileira de Educação à distância- ABED<br>Assunto: Falando com as mãos (40 horas).<br><br>Entidade: Associação Brasileira de Educação à distância- ABED<br>Assunto: Educação Pública Independente (10 horas).<br><br>Entidade: Associação Brasileira de Educação à distância- ABED<br>Assunto: Avaliação escolar algumas reflexões (12 horas).<br><br>Entidade: Associação Brasileira de Educação à distância- ABED<br>Assunto: Porque trabalhar o lúdico? (20 horas).<br><br>Entidade: Associação Brasileira de Educação à distância- ABED<br>Assunto: O Papel da Escola e do Professor na Construção do Saber Crítico do aluno (40horas).<br><br>Entidade: Associação Brasileira de Educação à distância- ABED<br>Assunto: A escola e as drogas (60 horas).<br><br>Entidade: Associação Brasileira de Educação à distância- ABED<br>Assunto: ECA 8069/90 Abrigamento (100 horas).<br><br>Entidade: Learncafe- Cursos online<br>Assunto: ECA - Estatuto da Criança e do Adolescente (10 horas).<br><br>Entidade: Associação Brasileira de Educação à distância- ABED<br>Assunto: Como elaborar uma Proposta Pedagógica- minicurso (40 horas).<br><br>Entidade: Associação Brasileira de Educação à distância- ABED<br>Assunto: Bullying (20 horas).<br><br>Entidade: Associação Brasileira de Educação à distância- ABED<br>Assunto: Leitura na Educação Infantil (30horas).<br><br>Entidade: Associação Brasileira de Educação à distância- ABED<br>Assunto: Aprendizagem através da informática (10 horas).<br><br>Entidade: Learncafe- Cursos online<br>Assunto: Gestão e Planejamento de Estudos (80 horas).<br><br>Entidade: Fundação Getúlio Vargas- FGV<br>Assunto: Recursos Humanos (30horas).<br><br>Entidade: Fundação Getúlio Vargas- FGV<br>Assunto: Ciência e Tecnologia (60horas).<br><br>Entidade: Fundação Getúlio Vargas-FGV<br>Assunto: Filosofia e sociologia (60horas).<br><br>Entidade: Learncafe- Cursos online<br>Assunto: Avaliação da Aprendizagem (60 horas).<br><br>Entidade: Lar Infantil Nosso Amiguinho- Palmeira das Missões<br>Assunto: Capacitação: As Questões Acerca do Acolhimento Institucional e Rede Social de Apoio. (10horas).<br><br>Entidade: Paróquia Santo Antônio- Palmeira das Missões<br>Assunto: Formação Teológica e Pastoral ( 120 horas).<br><br>Entidade: Rede Católica de Educação<br>Assunto: Circuito Docente (10 horas).<br><br>Entidade: Fundação Bradesco<br>Assunto: Microsoft Windows Server 2003 ( 74 horas).<br>

    Textos publicados pela autora


Informações sobre o texto

ao refletir assuntos educacionais, resolvi escrever minha opinião baseando-me em outros autores contemporâneos, sobre a situação atual do sistema educativo brasileiro.

Este texto foi publicado diretamente pela autora. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0

Livraria