Artigo sobre a rescisão do contrato de compra de imóvel na planta por culpa do comprador ou do vendedor.

O que acontece com quem desiste de comprar um imóvel na planta? Perde todo o dinheiro que pagou? Tem direito a algum reembolso? E de quanto é esse valor?

Nesse caso, a construtora recebe o imóvel de volta, mas deve devolver uma parte do que foi pago pelo comprador.

O valor da devolução deve ser de no mínimo 90% do que foi pago, no caso de a culpa do distrato ser do comprador.

Quando a culpa é da construtora, no caso de atraso na entrega do imóvel, por exemplo, a devolução do valor deve ser de 100% e atualizada monetariamente. Pela lei, a construtora pode atrasar a entrega em até 180 dias, de forma justificada. “Mas há empresas que chegam a atrasar anos”, diz.

O que é distrato?

É um contrato que tem por objetivo extinguir as obrigações estabelecidas em um contrato anterior, que ainda não foi executado na sua totalidade. Neste exemplo específico, a desistência da compra de um imóvel na planta

Há prazo para pedir o distrato?

O distrato deve ser solicitado até a entrega das chaves. Depois desse momento, o comprador toma posse do imóvel e não é mais possível devolver o bem à construtora.

Tenho que fazer o pedido por escrito?

Sim. A solicitação deve sempre ser feita por escrito. Até um e-mail serve

Quais os motivos mais comuns para o distrato?

Por culpa da construtora: atraso na entrega do imóvel.

Por culpa do comprador: não conseguir obter financiamento, não conseguir pagar as prestações do imóvel durante a construção, desistência pela desvalorização do imóvel

Posso pedir o distrato mesmo se estiver inadimplente?

Sim. Ainda assim você terá direito de receber de volta o que pagou.

Qual o valor que será devolvido?

Se o distrato é solicitado por culpa da construtora, o cliente tem direito a receber até 90% do valor pago corrigido.

Se ocorre por culpa do comprador, a construtora pode reter até 35% do valor pago corrigido, a título de despesas administrativas e multa

O pagamento deve ser feito em quantas vezes?

A devolução do valor pago a título de distrato deve ser feita em uma única parcela pela construtora

E se a construtora quiser reter mais do que 10% do valor pago?

Nesse caso, a saída é recorrer ao Judiciário e não assinar nenhum acordo com a construtora. É importante não assinar nada, porque pode haver cláusulas no acordo que impeçam o comprador de procurar a Justiça

Você está vivenciando alguma dessas situações?

Neste momento delicado, o consumidor precisará ficar bem atento e buscar orientação jurídica.

Afinal está em situação vulnerável e a construtora tentará explorar a fragilidade do comprador no limite máximo que conseguir.

É prudente prestar atenção em todos os termos e contratos que assina e lembrar-se que não é obrigado a assinar o que não concorda ou o que não entendeu.


Autor


Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelo autor. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0

Livraria