Considerações finais

O enfrentamento da pandemia COVID-19 está entre os assuntos abordados em todo o mundo político globalizado, ainda mais unificado agora pela necessidade de medidas proteção ao vírus.

A capacidade de observação é essencial à tomada de decisão em meio a situações gravíssimas que envolvem a morte de milhares de pessoas. E os dados obtidos nesta coletânea demonstram, através do tratamento que a Suécia tem implementado em seu país, que existem formas alternativas de se controlar a crise COVID-19 com alta probabilidade de de resultados mais equilibrados a longo prazo.

Muito pode-se considerar os argumentos trazidos à baia pelo governo sueco quando refere sua decisão pela não implementação do lockdown em decorrência do alto grau de confiança social e responsabilidade aos seus cidadãos e às garantias constitucionais de liberdade. Tanto mais, fica claro que a Suécia como um país de pequenas dimensões, possui sua economia baseada nas relações com os mercados externos.

Por esse motivo, a Suécia desenvolveu a cultura de “total empregabilidade” de seus cidadãos. Isto para compensar sua dependência externa como economia estatal, tanto mais para manutenção da autonomia doméstica de sua população.

É apostando nesse cenário ainda tão recente e indefinido que a Suécia decidiu por um tratamento à crise que pudesse manter, também, um clima psicológico sem terror e com uma taxa de imunização maior da camada adulta de sua sociedade. Isso porque não existe registro de contaminação contínua pelo vírus. Dessa forma, encontraram uma maneira de estarem menos predispostos aos eventuais efeitos de uma nova onda de casos do COVID-19.

Este trabalho não possui o objetivo de ser conclusivo sobre qual seja ser ou não a implantação de lockdown a melhor medida, mas busca apresentar os dados de um contexto misto e excepcional como é o caso da Suécia, que não se utilizou de tal medida.


Referências

CAMERON, Iain; Jonsson-Cornell, Anna: Sweden and COVID 19: A Constitutional Perspective, VerfBlog, 2020/5/07. Disponível em:<https://verfassungsblog.de/sweden-and-covid-19-a-constitutional-perspective/>, DOI: https://doi.org/10.17176/20200507-133715-0. Acesso em: 12 de agosto de 2020.

CARBONE, Frederico. SARS‐CoV‐2 outbreak and lockdown in a Northern Italy hospital. Comparison with Scandinavian no‐lockdown country. Italy, Editorial, European Journal of Clinical InvestigationVolume 50, Issue 8. Disponível em: <https://onlinelibrary.wiley.com/doi/epdf/10.1111/eci.13302>. Acesso em 11 agosto de 2020.

Central Intelligence Agency. The World Factbook. Disponível em: <https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/geos/sw.html>. Acesso em 10 de agosto de 2020.

Forbes Magazine. Why Is Coronavirus Fear So Low In Sweden?. Disponível em: <https://www.forbes.com/sites/traversmark/2020/04/01/why-is-coronavirus-fear-so-low-in-sweden/#5e86eafd3870>. Acesso em 12 de agosto de 2020.

Fraser Institute. Economic Freedom Ranking 2017. Disponível em: <https://www.fraserinstitute.org/economic-freedom/map?geozone=world&page=map&year=2017>. Acesso em 14 de agosto de 2020.

GINSBURG, Helen. How Sweden combats unemployment among young and older workers.Jobless among 16- to 24-year-olds and those 45 years and over in Sweden, although low by American standards, worsened during the recessions of the 1970’s; government responded with innovative policies to increase job prospects for these groups. Disponível em:<https://www.bls.gov/opub/mlr/1982/10/art5full.pdf>.Acesso em: 14 de agosto de 2020.

International Center for Journalists (ICFJ). Webinar 26: Case Study in COVID-19 Responses: Lessons Learned from Sweden with Dr. Anders Tegnell. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=x8J9CvgB1AE&feature=youtu.be&t=2714>. Acesso em 10 de agosto de 2020.

KRANTZ, Olle. Economic Growth and Economic Policy in Sweden in the 20th Century: A Comparative Perspective. Umea University. Suécia. Janeiro de 2004. Disponível em:<https://www.researchgate.net/publication/5097348_Economic_Growth_and_Economic_Policy_in_Sweden_in_the_20th_Century_A_Comparative_Perspective>.Acesso em 14 de agosto de 2020.

Organisation de Coopération et de Développement Économiques, OCDE. Imbalances in the shipbuilding industry and assessment of policy responses. Paris.18-19 de abril de 2017. Disponível em :<http://www.oceancms.net/wp/wp-content/uploads/2017/11/Imbalances_Shipbuilding_Industry.pdf>.Acesso em 14 de agosto de 2020.

Sweden Government. Prime Minister’s Office. Strategy in response to the COVID-19 pandemic. Disponível em: <https://www.government.se/articles/2020/04/strategy-in-response-to-the-covid-19-pandemic/>. Acesso em 10 de agosto de 2020.

Sweden Government. Sveriges Riskdag. Disponível em: <https://www.riksdagen.se/en/documents-and-laws/#item81275>. Acesso em 10 de agosto de 2020.

Sweden Government. Sweden’s National Reform Programme 2020. Europe 2020 - the EU’s strategy for smart, sustainable and inclusive growth. Disponível em: <https://www.government.se/499fdf/contentassets/18008117002c47c3b118a5bf4b5ab71f/swedens-national-reform-programme-2020>. Acesso em 12 de agosto de 2020.

The Washington Post Journal. United States: Coronavirus? Pandemic? For many in Sweden, life goes on as usual. Disponível em: <https://www.washingtonpost.com/world/europe/coronavirus-pandemic-for-many-in-sweden-life-goes-on-as-usual/2020/04/06/7402f68e-75bb-11ea-ad9b-254ec99993bc_story.html>. Acesso em 12 de agosto de 2020.

World Health Organization. WHO Coronavirus Disease (COVID-19) Dashboard. Disponível em: <https://covid19.who.int/>. Acesso em 13 de agosto de 2020.


Autor


Informações sobre o texto

Como citar este texto (NBR 6023:2018 ABNT)

MARQUES JUNIOR, Ardim Dutra. O case sueco de enfrentamento ao covid-19. Revista Jus Navigandi, ISSN 1518-4862, Teresina, ano 25, n. 6258, 19 ago. 2020. Disponível em: https://jus.com.br/artigos/84688. Acesso em: 20 jan. 2022.

Comentários

0

Autorizo divulgar minha mensagem juntamente com meus dados de identificação.
A divulgação será por tempo indeterminado, mas eu poderei solicitar a remoção no futuro.
Concordo com a Política de Privacidade e a Política de Tratamento de Dados do Jus.

Regras de uso