A VPN e a LGPD, embora ainda desconhecidas para muitos, estão sendo cada vez mais utilizadas por empresas, em prol da garantia da proteção de dados.

Se você separar alguns minutos para fazer algumas pesquisas na internet sobre VPN, provavelmente encontrará muito conteúdo sobre o assunto. 

Encontrará tutorial ensinando como configurar VPN no iphone, conteúdo falando sobre a sua importância para empresas, e assim por diante. Neste momento, o que você precisa saber é que VPN - Virtual Private Network ou Rede Privada Virtual, em Português - é um serviço de segurança que permite que usuários acessem a internet como se estivessem conectados a uma rede privada. 

As VPNs usam criptografia para criar uma conexão segura em uma infraestrutura de internet não segura. Com isso, é possível proteger os dados corporativos e gerenciar o acesso do usuário a esses dados. 

Tudo bem, mas e a LGPD? O que é e onde entra nessa história? 

A LGPD está relacionada à Lei Geral de Proteção de Dados. Ela exige que as empresas façam adaptações em seus processos, sistemas e ferramentas que estejam relacionadas à proteção de informações que são geradas e armazenadas. 

A Lei estabelece a proteção dos dados que as empresas possuem. Essas informações são relacionadas tanto aos clientes quanto aos próprios funcionários da empresa. 

Por esse motivo, é importante que as empresas tracem estratégias que permitam proteger o vazamento de dados, compartilhamentos indevidos e até mesmo ataques promovidos por hackers. Logo, é aí que entra o VPN. 

Continue a leitura para saber mais sobre VPN e sobre a importância da proteção de dados! 

Compreendendo melhor como o VPN funciona.

Um VPN cria um túnel criptografado entre você e um servidor remoto operado por um serviço VPN. 

Todo o tráfego da Internet é roteado por esse túnel, para que seus dados fiquem protegidos de olhares indiscretos. 

Como o tráfego está saindo do servidor VPN, seu verdadeiro endereço IP fica oculto, mascarando sua identidade e localização.

Para entender a importância do VPN, veja a seguir alguns cenários específicos em que ela pode ser usada. 

Acessando rede WI-FI pública

Considere a rede Wi-Fi pública, talvez em uma cafeteria ou aeroporto. 

Normalmente, você pode se conectar sem pensar duas vezes. Mas você sabe quem pode estar observando o tráfego nessa rede? Você pode ter certeza de que a rede Wi-Fi é legítima ou pode ser operada por algum hacker? 

Se você se conectar a essa mesma rede Wi-Fi pública usando VPN, pode ter certeza de que ninguém nessa rede será capaz de ver o que você está fazendo - nenhum outro usuário espionando possíveis vítimas, nem mesmo operadores da própria rede. 

Este último ponto é particularmente importante e todos devem ter em mente que é muito difícil dizer se uma rede Wi-Fi é, ou não, o que parece ser. 

Só porque a rede tem o nome de uma cafeteria famosa não significa que seja realmente propriedade de um conhecido fornecedor de café.

Acessando uma rede em casa

Quando você está em casa, não precisa se preocupar tanto com alguém espionando a rede Wi-Fi porque você possui o hardware da rede. Mas o VPN também pode ajudar aqui. 

Caso você trabalhe em casa, a sua empresa pode fornecer VPN para que faça o acesso à rede da empresa. Ou seja, você poderá ter acesso a ferramentas, sites e arquivos da empresa no conforto da sua casa graças a esta opção. 

O que o VPN não faz

VPN é uma ferramenta simples e poderosa para proteger a privacidade online, mas a verdade é que, se algum hackers estiver disposto a se esforçar, é quase certo que conseguirá o que deseja. 

O VPN pode ser derrotado por malware em seu dispositivo ou pela análise de padrões de tráfego, para correlacionar a atividade do seu computador à atividade do servidor.

Mesmo com o VPN, coisas como cookies permitem que as empresas rastreiem o uso da Internet, mesmo depois que você sai de seus sites. 

O que muitos profissionais recomendam para evitar esse tipo de problema é o uso de um bloqueador de rastreamento.

Além disso, muitos navegadores, incluindo o Firefox, vêm com recursos de privacidade que irão melhorar sua privacidade - especialmente quando se trata de impedir a impressão digital do navegador.


Conclusão

Proteção de dados é um tema extremamente atual e importante que deve ser levado muito a sério pelas empresas. 

Quando se trata de LGPD e VPN é muito importante estudar e compreender melhor como ambas funcionam para poder pensar em estratégias para manter a proteção de dados eficaz. 

Vale dizer que, quando se trata de segurança e privacidade na internet, não existem soluções fáceis de “um clique”. 

Usar uma VPN, no entanto, é indiscutivelmente uma das principais maneiras de se proteger melhor enquanto estiver online.

Portanto, se tiver dúvidas sobre como usar VPN ou proteção de dados, sempre busque por mais informações ou busque pela ajuda de um profissional da área! 


Autor


Informações sobre o texto

Como citar este texto (NBR 6023:2018 ABNT)

PELISARI, Lucas Widmar. Como a VPN pode ajudar na proteção de dados junto com a LGPD. Revista Jus Navigandi, ISSN 1518-4862, Teresina, ano 26, n. 6538, 26 maio 2021. Disponível em: https://jus.com.br/artigos/90776. Acesso em: 18 jan. 2022.

Comentários

0

Autorizo divulgar minha mensagem juntamente com meus dados de identificação.
A divulgação será por tempo indeterminado, mas eu poderei solicitar a remoção no futuro.
Concordo com a Política de Privacidade e a Política de Tratamento de Dados do Jus.

Regras de uso